Início » BLOG #AO5 » A importância do monitoramento das redes sociais nas empresas e como usá-las

A importância do monitoramento das redes sociais nas empresas e como usá-las

Autor: AO5 | Publicado em: 13 de ago 2018

monitoramento-de-redes-sociais-nas-empresas

A plataforma possibilita um tipo de abordagem e comunicação muito mais aberta para a empresa, abrindo caminho para criação de uma branding persona socialmente muito mais interessante.


 

Com o mundo digital conquistando um espaço cada vez maior dentro das empresas, aos poucos, as redes sociais têm se consolidado também como um importante canal de interação com clientes. Mais do que isso, chegamos em uma era que as redes sociais adquiriram um novo status e hoje têm o papel de captar novas impressões sobre produtos e serviços, além de servir como canal de relacionamento (para sanar dúvidas, identificar interesses e tendências do mercado) com o público.

A ideia do setor de SAC (responsável por receber sugestões, críticas e outras solicitações) evoluiu bastante nos últimos tempos, e as empresas identificaram no atendimento ao cliente, uma oportunidade de se aproximar da tão almejada fidelização. Se antes, a publicidade por meios convencionais (panfletos, outdoors, patrocínios etc.) era a forma de aparecer amigavelmente para o seu público, hoje em dia, existem maneiras mais interessantes de fazer esse contato.

Através das redes sociais, a empresa escolhe se comunicar com o seu público em uma plataforma voltada para o entretenimento. Em outras palavras, se conecta com clientes em potencial em um ambiente agradável e amistoso.

Além disso, a plataforma possibilita um tipo de abordagem e comunicação muito mais aberta para a empresa, abrindo caminho para criação de uma branding persona (personificação da marca) socialmente muito mais interessante. Desta forma, dá para dizer que focar no uso social das redes sociais é uma tarefa importante para monitoramento do mercado, do público e da perspectiva de mundo segundo os internautas.

Interação com a marca

Pensando pelo lado comercial, explorar a imagem social de um produto ou serviço pode ser uma ótima maneira de fazer com que a sua marca seja vinculada a ele. Nesse sentido, o marketing pode e deve ser usado das mais diferentes formas, promovendo ações que possam fazer com que a marca quebre a barreira de um “simples vendedor” para uma “autoridade no assunto”.

Nesta questão é fundamental se preocupar com o impacto que sua ação de marketing pode causar, tanto positivamente quanto negativamente. Para exemplificar a situação, vale se apegar às campanhas publicitárias feitas por marcas famosas durante o carnaval (grande marco do calendário nacional, e que por isso tem grande expressão sobre as pessoas):

Apesar da época sazonal ter uma temática voltada para comércios mais agitados e festivos, a data é também um momento oportuno para fazer menção e conscientização sobre outras questões. Para uma empresa que oferece serviço de controle de pragas por exemplo, um período de 5 dias como este, pode ser a ocasião perfeita para realizar sua operação e finalizar todo o processo a tempo de o recesso terminar. Para atrair o interesse de possíveis clientes em sua solução, a rede social pode ser usada (por meio de posts e animações) para chamar atenção do público alguns dias antecedentes da data e falar sobre a importância do controle dedetizado do ambiente. Por mais que o contato não se transforme em uma venda, é de se valorizar que uma ação informal seja capaz de gerar um orçamento.

Além disso, as redes sociais são também um interessante palco para escutar a voz do público. Sobretudo no Facebook e Twitter, que são duas das redes sociais mais ativas neste sentido, é de certa forma comum ver um post de um usuário fazendo uma crítica ou dando um feedback sobre uma empresa ou serviço.

Não bastasse a experiência direta deste consumidor, o seu comentário postado em uma rede social tem o potencial de influenciar muitos outros amigos. Por isso, é importante estar atento para responder como empresa para esse tipo de oportunidade, pois se o exercício não trará grandes adições à imagem da empresa, certamente impedirá que ela seja prejudicada.

Acompanhando concorrentes

Como destacado até aqui, uma gestão de mídias sociais não é mais algo tão novo e superficial como em outros tempos. Isso quer dizer que não só você, mas principalmente os seus concorrentes estão de olho neste novo canal. Por isso, é importante ter em mente que monitorar seus concorrentes também no espaço das redes sociais, pode ser uma forma interessante de entender a forma como os clientes deles o enxergam.

Captar tendências do mercado e oportunidades estratégicas, também é um grande e significativo ponto que as redes sociais nos apresenta. Isto porque, principalmente para pequenos negócios, nada melhor do que poder se espelhar nos grandes players do mercado e saber aproveitar os “buracos” que seu atendimento acaba deixando.

Anunciar e vender pelas redes sociais é uma boa?

Por fim, uma questão que cada vez mais é pautada nas empresas. Dentro do atual panorama, a publicidade dentro das redes sociais ainda é um campo que tem se ajustado consideravelmente, passando por diversas modificações. Até porque, não é do interesse do Instagram, Facebook, Twitter, LinkedIn ou qualquer outra rede social, que seus usuários sejam incomodados por excesso de anúncios e publicidade involuntária.

Mesmo diante de um ambiente ainda dependente de tantas definições e conclusões importantes, muitas empresas e profissionais autônomos têm avançado nesse sentido e conquistado uma parcela significativa de clientes através da plataforma. Até porque, a tendência é fazer com que o usuário seja capaz de fazer tudo aquilo que deseja (acompanhar publicações de amigos, fazer compras, ser entretido com vídeos etc.) sem precisar sair do mesmo ambiente.

Para os mais conservadores, existe ainda o receio se o caminho está garimpado o suficiente para confiar grandes investimentos no segmento. Contudo, a melhor forma de descobrir o potencial da sua marca, é fazendo uma consultoria com profissionais de mídias sociais, através do estudo de mercado, identificação de oportunidades e geração de relatórios detalhados.