Início » BLOG #AO5 » Certificado SSL: a partir de agosto, Google Ads penalizará sites sem a certificação de segurança

Certificado SSL: a partir de agosto, Google Ads penalizará sites sem a certificação de segurança

Autor: AO5 | Publicado em: 11 de jun 2019

O site de qualquer empresa, seja ele institucional ou e-commerce, precisa garantir um ambiente seguro aos seus usuários. O cliente não pode, em hipótese alguma, navegar em um site e ter seus dados bancários, contas de e-mail ou mesmo login de redes sociais, “roubados” por vírus maliciosos instalados criminosamente por hackers. E todos os sites estão sujeitos a isso, a não ser que tenham certificado SSL.

Até aqui, nenhuma novidade, não é mesmo? Porém, a partir de agosto de 2019, o Google irá penalizar sites sem a certificação de segurança em seu sistema de busca. Em outras palavras, sites sem o certificado SSL serão preteridos a outros que apresentem o protocolo de segurança. Esse é o assunto de hoje aqui no blog da AO5. Acompanhe na sequência mais detalhes e não deixe de enviar suas dúvidas sobre o tema.

Por que o Google exige certificado SSL?

Primeiramente, é importante que você saiba que o Google já avisa aos usuários se um site possui ou não certificado SSL. Isso acontece desde julho de 2018. Um site seguro, por exemplo, tem a URL alterada de HTTP para HTTPS e um símbolo de cadeado é inserido no início. O que muda, com a nova atualização do Google, é que sites sem esse padrão não serão tão bem ranqueados quanto outros que estão alinhados com as normas de segurança exigidas.

Basicamente, em um cenário com dois sites semelhantes, com conteúdos relevantes e que alcançariam organicamente as primeiras posições na busca do Google, aquele que apresentar certificado SSL levará vantagem e sempre estará na frente do concorrente. Tal determinação tem sentido com o que a empresa sempre propôs, com sua preocupação em garantir mais segurança e tranquilidade aos usuários que encontram sites através de sua plataforma de busca.

Sites com padrão HTTPS possuem criptografia destacada que dificulta a ação de vírus. Evidentemente, um site com protocolo SSL não está e nunca estará 100% imune a ações criminosas, já que novos e mais agressivos programas maliciosos podem surgir no futuro e é praticamente impossível prever o que vai acontecer nesse cenário. Porém, é inegável que a adequação imediata garante muito mais segurança contra a maioria dos vírus que existem.

Saiba o que fazer

Não tem como pensar em algo diferente: o seu site precisa mais do que nunca do certificado SSL. Importante ressaltar que se hoje o seu site está bem posicionado, nas primeiras posições, pode ser que ele caia no ranking assim que o certificado SSL for inserido. Isso acontece por um motivo bem simples: diariamente, o Google realiza varreduras em todos os sites que existem e, ao detectar que sua URL foi alterada (para adequação ao padrão HTTPS), uma nova avaliação é feita. Porém, tudo ocorre com agilidade e em pouco tempo, o seu site retomará o bom desempenho dentro das buscas do Google.

Credibilidade e reputação da marca

Além de adequar o seu site aos padrões de segurança exigidos pelo Google, ao adotar o padrão SSL, você também transmitirá uma imagem de credibilidade na internet e valorizará a reputação da sua marca. Os usuários passarão a enxergar sua empresa como uma organização preocupada com sua segurança, que respeita a privacidade e reconhece o valor de ambientes digitais protegidos. Com isso, além de não perder em posicionamento no ranking do Google, seu site ganhará pontos positivos com os atuais e potenciais clientes.

E fazer tudo isso não é coisa de outro mundo para quem entende do assunto. É o caso da AO5, uma agência de marketing digital que atua há anos no mercado e que sempre planejou, estruturou, criou e publicou sites com os mais atuais padrões de segurança da web, como o certificado SSL.

Entre em contato hoje mesmo com nosso time comercial e descubra como é simples adequar o seu site à nova atualização de segurança do Google. Ligue para (11)5067-7777 ou envie seu e-mail para contato@ao5.com.br

Crédito: sasha85ru / Tipo de licença: Royalty-free / Coleção: iStock / Getty Images Plus