Início » BLOG #AO5 » Nova política de anúncios do Google Ads: as novas diretrizes também valem para as redes sociais?

Nova política de anúncios do Google Ads: as novas diretrizes também valem para as redes sociais?

Autor: AO5 | Publicado em: 23 de jul 2019

O Google tem se mostrado cada vez mais preocupado em oferecer um melhor serviço e, principalmente, proteger a integridade e segurança de seus usuários. Para isso, a partir da realização de uma série de pesquisas, são desenvolvidas novas regras para anúncios no Google Adwords.

Com isso, o usuário fica mais protegido contra pessoas que agem de má-fé, que realizam golpes contra aqueles que buscam algum tipo de produto ou serviço e acreditam que essa determinada empresa é de boa índole.

Uma das regras mais recentes impostas pelo Google Ads e que tem provocado grande discussão na internet é a proibição de anúncios de empresas de assistência técnica. Entretanto, essa não é a única diretriz que foi implantada recentemente pelo Google.

Outra prática que agora é considerada proibida pelo Google Ads é o uso inapropriado de redes de anúncios. Quer entender como ocorre esse tipo de uso indevido? Sigamos com a leitura desse artigo.

O Google quer de todas as formas evitar que anúncios indevidos sejam realizados em sua plataforma. Além disso, o seu objetivo é que os anúncios sejam “úteis, variados, relevantes e seguros para os usuários”, para que isso ocorra, não são permitidos anunciantes que exibam seus anúncios tentando burlar o sistema do Google Ads.

Para que essa proteção seja garantida, o Google Ads possui um sistema de revisão de conteúdo que verifica se há o uso inapropriado da rede de anúncios, tais como:

  • Publicidade com a intenção única ou principal de ganhar apoio do público usando redes sociais
  • promoção de conteúdo com malware
  • “arbitragem” ou promoção de destinos com a finalidade exclusiva ou principal de exibir anúncios; promoção de destinos de “bridge” ou “gateway” que são exclusivamente usados com o objetivo de direcionar os usuários para outro lugar
  • Entre outros.

Portanto, se você ler ou ouvir alguém dizer que é possível burlar o sistema do Google Ads através o uso de redes sociais, desconfie, ou melhor, ignore essa ideia, pois, o Google pode excluir sua empresa da plataforma por isso.

Muito tem se falado sobre o uso do Facebook Ads como estratégia para divulgação de empresas que não podem mais ser divulgada no Google Ads, entretanto, de acordo com as novas diretrizes do Google, essa atitude pode ser passível de punição, ou seja, será que vale a pena correr o risco?

Outras práticas proibidas pelo Google Ads

Além das práticas que já foram apresentadas nesse artigos, outras também são passíveis de punição pelo Google Ads, entre elas:

  • Coleta e uso de dados e o uso irresponsável de informações pessoais de clientes
  • Declarações falsas ou omissão de detalhes de faturamento
  • A venda ou promoção de produtos falsos
  • A venda ou promoção de produtos ou serviços perigosos, como por exemplo, a venda de drogas recreativas ou psicoativas
  • A divulgação de conteúdo inapropriado ou ofensivo, tais como,  bullying ou intimidação de um indivíduo ou grupo; discriminação racial; produtos pertencentes a grupos hostis etc.

Agora que você está ciente das atuais normas de anúncio do Google Ads, fica mais fácil para que você possa realizar os anúncios de sua empresa com mais segurança.

Crédito: Urupong / Tipo de licença: Royalty-free / Coleção: iStock / Getty Images Plus